Nossa História


       

 A Assistência Social Arquidiocesana Leão XIII, instituição filantrópica e comunitária com tradição de 57 anos de serviços prestados à população carente de Passo Fundo e região, foi criada em 25 de março de 1960, sob a liderança de Dom Cláudio Colling. Inicialmente, foi incumbida de distribuir os alimentos vindos dos EUA.

A distribuição pura e simples de alimentos, preocupou os dirigentes, pois, poderia gerar o vício do assistencialismo. Por isso, foram instalados cursos profissionalizantes, sendo que, o primeiro foi o de bordado industrial e, em 1962, os cursos de funilaria, sapataria, marcenarias e corte costura. Em 1963 e 64, o curso de arte culinária, malharia, cabeleireiro e manicure.

Em 1965 foram desenvolvidas atividades de horta comunitária e a Leão XIII teve destacada atuação no socorro às vítimas da enchente e neve.

Após um período de muitas dificuldades, em 1972, a recém-criada Cáritas Diocesana assumiu a incumbência de dirigir e reestruturar a Leão XIII.

O ano de 1974, marca a criação do Centro de Juventude, pois as estatísticas da época contavam um número preocupante de crianças e adolescentes nas ruas. Paralelamente a isso, foi elaborado um ousado projeto de construção de uma Escola Profissionalizante, junto à Misereor e governo alemão. Originou-se, a partir daí a decisão por uma mudança metodológica importante: o atendimento preventivo das crianças e dos adolescentes na sua própria Vila. Decidiu-se criar Centros de Juventude nos maiores bolsões de miséria da cidade. Após os 14 anos, o adolescente passa a ser encaminhado para um dos cursos profissionalizantes.

Em 1976 foi inaugurado o Centro de Juventude I - Vila Victor Issler, em 1978, o Centro de Juventude II, na Vila Bom Jesus, em 1980, o Centro de Juventude III, na São Luiz Gonzaga. Já em 1981, foi lançada a campanha de apadrinhamento de crianças e, no mesmo ano, e com a mesma finalidade, foi criada na Alemanha, a Kinderhilfe Passo Fundo e.V.

Em 1981, A Leão XIII assumiu as Creches Rita Sirotsky e Berço da Esperança, iniciando assim, o atendimento na educação infantil.

Em 1983/84, em mutirão com os moradores, é construído o Centro de Juventude IV, na Vila Ipiranga, inaugurado em 1985 e, em 1986, surge o Centro de Juventude José Alexandre Záchia, no recém-formado núcleo habitacional PROMORAR.

Em 1987, foi firmado convênio com a UPF - Faculdade de Medicina, para o atendimento médico em clínica geral e especializado, sendo que o Ambulatório Central, junto ao Pronto-Socorro da UPF, foi todo reformado com recursos da Kinderhilfe.

Em 1988, foi firmado um novo convênio com a UPF - Faculdade de Odontologia e foi criada a Clínica Extra-Muros Leão XIII, composta de 10 equipos completos. No final de 1988, foi iniciada a construção da Escola Agrícola Santo Antão, inaugurada em 1989, visando à formação de técnicos em agropecuária. Atualmente, parte da estrutura está cedida para a Fazenda da Esperança Feminina.

Em 1995, o Centro de Juventude Bom Jesus foi transformado em Creche, aumentando o número de atendimentos na educação infantil.

Em 2003, a Escola Profissionalizante passou a denominar-se Centro de Educação Profissional Leão XIII - CEP Leão XIII, quando passou por uma profunda reforma e ampliação, incluindo também a criação da UNIDADE II, nas dependências do antigo Quartel do Exército, passando a oferecer mais de 20 cursos profissionalizantes e, aproximadamente, 900 vagas por semestre.

Em 2009, em razão de nova legislação, alterou seu nome para Centro de Educação Sócio Profissional Leão XIII – CESP, atualmente oferece mais de 25 opções de cursos.

Em dezembro de 2016 encerraram as atividades as Escolas de Educação Infantil Rita Sirotsky, que foi assumida pelo município, e a Escola de Educação Infantil Berço da Esperança, que foi transformada em Centro de Juventude e passará a ser chamada de Centro Artístico e Cultural Leão XIII – CAC Leão XIII.

Em dezembro de 2016 encerraram as atividades as Escolas de Educação Infantil Rita Sirotsky, que foi assumida pelo município, e a Escola de Educação Infantil Berço da Esperança, que foi transformada em Centro de Juventude e passará a ser chamada de Centro Artístico e Cultural Leão XIII – CAC Leão XIII, que encerou suas atividades em julho de 2017. 

Em 2018 a instituição encerrou o atendimento de cinco Escolas de Educação Infantil, priorizando o atendimento assistencial, ficando apenas com uma de Escola de Educação Infantil, assim, reabre a  Berço da Esperança na Vila Luíza, para crianças de zero a três anos de idade, na modalidade creche, em tempo integral, atendendo os apelos da comunidade.


                                                                Leão XIII  58 Anos  "Mudando Vidas"